quinta-feira, 21 de maio de 2009

Sentir ou ter medo de viver, eis a questão!


Sentir ou ter medo de viver, eis a questão!

A nossa vida é feita de sentimentos, bons e maus, mas todos eles fazem parte do caminho que é a nossa vida, não adianta fugir a eles, a diferença e que uns fogem mais que outros, mas ninguém consegue ficar indiferente ao que dentro de nós existe, a qualquer hora eles vêm ao de cima e fazem-nos ver que afinal fugir ou controlar foi perda de tempo, então mais vale aceita-los e fazer com eles o nosso caminho, o nosso viver!
Outra falsa questão é que quem se entrega aos sentimentos é mais frágil, mais fraco, mais sofredor, não concordo, apenas vivemos a vida com mais intensidade e agarramos tudo que a vida nos dá todas as manhãs que acordados, não precisamos de ter vergonha de ser chamados de sentimentalões, lamechas, ou até mesmo piegas, somos o que somos e ninguém consegue fugir a isso, mais cedo ou mais tarde temos que aceitar o que realmente somos para conseguir ser verdadeiramente felizes!

Sou um sentimental assumido, mas quando falo em sentimental não vamos fazer confusões, não falo de amor carnal, amor Homem/Mulher, falo de todos sentimentos Universais, falo do carinho, o respeito, a admiração e principalmente da Amizade, sou alguém que quando gosto dou todo melhor de mim, dou meu sorriso, dou meu apoio, dou meu carinho, dou meu respeito, apenas dou e como tudo na vida corro os riscos que a vida tem, tou sujeito acertar ou a errar, mas que querem? Não consigo diferente, Sou como uma pessoa que admiro e respeito muito, sou um grande "Sentimentalão incurável"! Garanto-vos que já tentei ser diferente, mas depressa dei conta que aquela pessoa não era o Firmino César Gonçalves, o corpo era meu, mas a Alma e a personalidade era de alguém abstracto, alguém que não existe.
Dizem que a nossa personalidade é definida no principio da nossa adolescência, é aí que se define o carácter e a personalidade que vamos ter para a vida, acredito que sim, pois no meu caminho foi aí que mais precisei de pessoas com sentimentos, e elas estiveram lá sempre que precisei, então acho que desde aí a minha missão é dar o que quando mais precisei recebi, dou sorrisos, dou apoio, dou Amizade, dou correndo o risco de me estatelar no chão sem para quedas e ficar um pouco partido, mas logo a força que existe dentro de mim me faz levantar e voltar a sentir a brisa do mar e o brilho do Sol, e apenas penso, faz parte; Estou a Viver!

Uma coisa que me faz muita confusão e que hoje me fez pensar ainda mais forte depois de ouvir uma rubrica na Antena 3 com Raquel Bulha e Quintino Aires, é como ainda hoje as pessoas se acomodam muito á vida que têm, mesmo que para isso tenham de sufocar os sentimentos que têm, preferem isso ao risco de viverem nem que tenham de percorrer um pouco de deserto, de limpeza de espírito, por medo que o oásis não exista para eles outra vez, acreditem que ele existe, só temos que acreditar em nós e que somos capazes, não se acomodem a casamentos e namoros infelizes só por terem mais estabilidade a muitos níveis, ou com o medo de ficarem sozinhos, ninguém sabe o que esta por trás de uma porta que nunca se abriu, talvez esteja algo melhor naquele compartimento para nós do que aquele que vivemos hoje, a luz está apagada e a porta está fechada mas cabe a nós não ter medo de acender uma nova luz e abrir uma nova porta na nossa vida nem que para isso tenhamos que percorrer um caminho cheio de pedras e matagal sozinhos, temos é que acreditar com toda a nossa força que somos capazes, nunca ninguém nos disse que a nossa vida seria uma bela auto-estrada sempre com o piso novo e liso para não estragarmos os pés, as feridas fazem parte, e só nos fazem mais resistentes, mais fortes para um novo caminho que pode aparecer todos dias. Não se acomodem, não se escondam da vida, Vivam e sejam felizes:)!

Por ultimo, o maior erro da nossa vida é pensar que controlamos aquilo que sentimos, e pensar que vamos odiar toda a vida alguém que nos fez muito mal, vamos simplesmente eliminar aquela pessoa da nossa vida, desengane-se quem pensa assim, pois a vida prega-nos cada partida que ficamos todos abananados que nem sabemos onde estamos ou de onde somos, eu digo isto por experiencia própria, pois recentemente aconteceu-me uma coisa que me deixou abalado e tudo mexeu dentro de mim, havia uma pessoa com quem tinha ou tenho muitas mágoas, magoas profundas difíceis de sarar, acontece que pensava eu que esse assunto estava resolvido na minha vida, estava ultrapassado, esquecido, pois aquela pessoa já não me dizia nada, a vida tinha feito o seu caminho e ele ficou para trás, eu tinha tudo dentro do controle, a vida fez questão de me dizer, acorda, as coisas não são assim; faz hoje oito dias recebi um SMS a informar que essa pessoa faleceu, de repente vejo tudo a desmoronar á minha frente, vejo lembranças e dores a tomar conta de mim como nunca imaginei, a confusão na minha cabeça no máximo e eu a perguntar a mim próprio, mas isto não estava ultrapassado, não tinha eu superado esta etapa da minha vida? Afinal não, só estava escondido mas vivo, e chorei como uma criança, chorei com um vazio tremendo como nunca esperei chorar, afinal ninguém manda no que sentimos, somos inquilinos de uma casa que nunca será nossa, apenas usamos o estáminé e vivemos conforme a cuidarmos! A essa pessoa hoje gostava de ter dito: DESEJEI TANTAS VEZES QUE TUDO FOSSE DIFERENTE!

Vivam, não tenham medo de chorar e rir, não tenham medo de percorrer o deserto para encontrar o oásis, não tenham medo das feridas, pois haverá alguém para te ajudar a cura-las e a próxima porta que abrirem pode ter uma sala mais bonita para viverem, vivam como se não houvesse o amanhã, dêem o melhor de vós a quem está ao vosso lado, exijam a vós próprios serem felizes pois é o mínimo que cada um merece, não se entreguem ao comodismo e banalidade, a vida foi o melhor presente que já recebemos, e como as crianças fazem a um presente que mais adoram? Fazem a decoração de forma a gostar mais dela:), é isso que temos fazer á nossa vida, dar-lhe mais brilho, mais cor, mais magia, mais intensidade! Façam-me o favor de Serem felizes!

Dedico este Post, a todos que Admiro, Gosto, Respeito e Amo!

Original de: Firmino César Gonçalves

14 comentários:

Big Smile disse...

Olá César...já tinha visto que eras sensível mas não a este ponto...
Nalgumas palavras tuas leio alguns de meus dilemas passados e vejo, sem sombra de dúvidas, o actual.
Neste momento não tem solução mas terá, ai vai ter,sempre percorri o caminho posto à minha frente para alcançar a minha meta não é agora que vou mudar...A mais que este é o que sempre desejei na vida...
Quanto ao lutarmos contra o que somos e escondê-lo...há sempre um contexto ou situação onde ele vem ao de cima...podemos esconder mas apenas muito temporariamente...
Tens aqui "escarrapaxadas" neste teu texto umas verdades bem verdadeiras amigo.
Beijokitas

Nelson Carvalho disse...

e disseste tu que estava fraco, é preciso coragem para escrever certos sentimentos. Identifico-me com muitos dos valores que transmitiste e que mesmo conhecendo-te apenas do twitter já tinha reparado que os tinhas, Um abraço amigo e dou-te o mesmo conselho, sê feliz.

José Carlos Faria Besteiro disse...

Bela prosa sentimentalão.
Um abraço,não mudes...

JoeBest

isabel disse...

Com as palavras expressamos os nossos sentimentos e emoções. Conseguiste de facto,com um jorrar de palavras que saem da alma.Parabéns.

Liliana Pêgo disse...

Nem sempre é fácil dizermos o que sentimos, mesmo em frente a um computador, sabendo que não o estamos a dizer cara a cara a alguém. Não é isso que torna a revelação fácil, porque não o é, no entanto conseguiste fazê-lo.
Portanto, e perante o que li aqui, fiquei fã do que escreves. =)

Sofia disse...

Não sou pessoa de muitas palavras, ao contrário de ti mas não posso não comentar...

Adorei o texto! Ainda bem que me disseste várias vezes para o ler... realmente valeu a pena! :)

Se o teu objectivo é pores as pessoas a pensar, conseguiste! Não que precise de mudar muito na minha vida e nas minhas atitudes... mas tb ja tive muitos precalços e ja dei muitos trambolhões, só que aprendi com todos e levantei-me sempre de cabeça erguida.

Adorei a forma como expresaste todas as tuas emoções, que no fundo são comuns a muitos de nós! Podemos esconder temporariamente as mazelas que nos preenchem, mas mais tarde ou mais cedo, elas acabam por surgir...

Continua sempre a seguir os modelos e valores de vida que tens, porque vais ser feliz de certeza!! :)

Beijinhos

lipalinhares disse...

Meu querido,
ontem quando li o teu post resolvi que teria que ler com mais calma pois apela ao sentimento...Um dia depois cá estou!
César fizeste uma exposição dos teus sentimentos que eu só faria com uma boa dose de álcool porque é necessário ter muita coragem para fazer um desabafo destes. A tua experiência lembrou-me um amigo meu que passou por uma situação semelhante. Superar algo assim é um processo que leva o seu tempo e ritmo. O apoio das pessoas mais chegadas é fundamental nesta cura e não se deve ter medo de o pedir! Acredito que devemos tirar lições do passado mas não devemos perder tempo a revive-lo pois temos um presente para viver e um futuro cheio de possibilidades.
O que mais gostei neste post foi a mensagem pró-activa acerca da felicidade "Yes we can! Go for it!". Assim é que é falar! Essa é a minha psicologia de vida que tento por em prática sempre que possível.

Grande beijo! vemos-nos no Twitter!

Filipa Linhares

lili disse...

Como já disse és uma pessoa muito positiva e, como tal, deixas transparecer isso na tua escrita. Hoje em dia, vive-se num mundo tão falho de optimismo e fé que é bom ler textos como o teu.
Obrigada.

Luna Tic disse...

Passei a admirar, gostar e respeitar-te a ti, que nem conheço =D adorei o texto e acima de tudo, adorei a lição de vida que enterraste nele ;)

beijinho

Ana Martins disse...

César,

Sinalizaram-me no twitter uma pessoa que escrevia bem - tu, César.
Vim espreitar a forma de te expressares e deparo com uma filosofia de vida tão minha conhecida!!
Só assim vale a pena viver, tragando-a. Sabes? Espreitei o trecho de um filme que adoro e tens aqui no teu blog, City of Angels, e tive de ir buscar pêras à cozinha. Era este o momento certo de as comer. A Vida degusta-se a cada momento que passa.

Depois fiquei apreensiva - só assim pensa e vive quando algo de inusitado lhe bate à porta: a Dor.

A assim ser, soubeste contornar, superar, quiçá vencer.

Exprimir-te sabes. Garra tens, falta-te técnica, se me permites. Mas meu querido César, isso aprende-se.
O Talento, não (ou se nasce com ele - está nos genes - ou não cresce nas árvores), mas esse Talento, caro César, tu tens. Em bruto.

Parabéns! Continua.
Um abraço,
Ana

Pipa disse...

Cesar,

Conseguiste tocar-me com as tuas palavras! A verdade é que às vezes lutamos contra a nossa própria felicidade. O mais importante na vida é ser feliz!

Continua assim amigo! Força e desejo-te o melhor da vida. Que sejas sempre muito feliz :)

Bjs,
Pipa

de.puta.madre disse...

Obrigada por me teres convidado a ler as tuas palavras ( de tão entretida com aquele mundo, pouco tenho saido de passeio pelos Blogues; não sei se viria cá ter sem ser pela mão. Fizeste bem. Estou agradecida. Acabei de ler o teu texto agora, y foi um reconforto. Reconforto pela Honestidade que colocaste ao expor-te y ao dizeres o que mtas vezes tb dizemos para nóspróprios a meia voz ..., mas que voltamos o rosto teimosos y percorremos caminhos que são meros desvios que nos levam àquele sítio ao qual não podemos fugir ... a esse impacto do mundo y suas coisas sobre nós ... Essa surpresa que são os nossos sentimentos a brindarem-nos qunado já nos sabiamos vazios...., mas não eles estão todinhos lá ... y assaltam-nos para nos devolverem a vida que tanto teimamos - como tu dizes no teu texto - a roubar-nos a nós próprios. ... VALEU.
Y Obrigada.
PS.: Não Há Muito, Tomei uma decisão extravagante, ao ler-te penso - agora com o apoio das tuas palavras - que fiz bem. Estive no bom caminho.
ale. Abraço.

Zana disse...

És uma pessoa muito bonita!
Tens uma luz interior incrível!

Nunca deixes que essa luz tão branca e pura se apague!

Beijinho

Susana disse...

Olha fiquem sem palavras, literalmente.
Grande texto.

Beijos amigo.