domingo, 27 de junho de 2010

Amor!


Eu não quero peso no amor
Quero aquela leveza do doce amar
Aquele sentimento que nunca tem dor
Tem doçura nos lábios no meu acordar

Amor é chama ardente
É fogo intenso que arde no peito
Amor tem asas de anjo em corpo de gente
Aos nossos olhos tudo é tão perfeito.

O sorriso do amor é lindo como o sol
A voz do amor é a mais bela sinfonia
Sou barco no mar e ela é o meu farol
O amor é sonho com toque de magia.

Quero o amor livre mas verdadeiro
Aquele que não se precisa falar
Um amor que preenche um coração inteiro
E reflecte-se no brilho do olhar

O amor é transportar para alguém felicidade
É oferecer o nosso coração sem cobrar
Pois quem no peito tem amor de verdade
Não precisa da mão para alguém segurar.

Amar é sussurrar ao ouvido “EU te Amo”
É beijar na boca com toda a paixão
Sempre que acordo é teu nome que chamo
É teu nome tatuado no meu coração.


Original de: Firmino César Gonçalves

Criado para o site Cultural http://sandracajado.com.br/

3 comentários:

Déborah Simões disse...

"Sempre que acordo é teu nome que chamo
É teu nome tatuado no meu coração."

Meu Deus, que texto mais lindo, que blog mais lindo.. Transpira amor...
Parabéns...

bjok

Única e Exclusiva disse...

Descrição genial... O reflexo fabuloso como eu vejo o amor...

Impressionada... Fora que eu adoro rimas... Eita, lembrança das litereaturas de antigamente... Formidável!

beijos ú&e ;***

Lua Nova disse...

Caro César

Um amor romântico e poético que liberta a alma e expande o coração de alegria. Quando o último pensamento que temos antes de dormir e o primeiro antes mesmo de estarmos completamente acordados é para esse amor, essa pessoa que desperta nossos sentidos mesmo à distância. Ai, ai, também sou romântica e poderia ficar aqui falando um monte de bobagens que jamais descreveriam o amor como vc já o descreveu. Lindamente!

Te encontrei navegando por aí e adorei chegar aqui. Te convido pra conhecer meu blog e tomar um chocolate comigo, aproveitando o friozinho.
Beijos.